terça-feira, 12 de julho de 2011

Bichos de estimação fazem bem para bebês


 
Contato com animais aumenta resistência da criança às alergias, confirmam novos estudos


Emma Inocentti/Gettyimages
Você já sabe dos benefícios que cães e gatos trazem para as crianças, mas uma nova pesquisa mostrou que esse contato é ainda mais importante no primeiro ano de vida. Especialistas do Hospital Henry Ford, em Detroit (EUA), analisaram dados de 565 crianças desde o nascimento até os 18 anos e concluíram que a exposição no início da vida diminuiu a possibilidade de algumas delas desenvolverem alergia aos bichos. No caso dos gatos, o risco caiu pela metade.
E na hora de decidir a raça do animal, não se preocupe em restringir a escolha aos chamados cães hipoalergênicos. Embora se acredite que eles não provoquem alergias, pois têm menos pelos e produzem menos saliva, outro estudo da mesma instituição comprovou que não há diferenças significativas entre os níveis dos agentes causadores de irritação liberados por esses animais e os outros cães. 

Na pesquisa, 173 casas foram analisadas após um mês da chegada do recém-nascido ao lar. Nas residências, todas com apenas um cão, os pesquisadores coletaram amostras de poeira do tapete ou chão do quarto do bebê para verificar os níveis de alérgenos encontrados. 

Ao todo, foram analisadas 60 raças de cães, dentre as quais, 11 eram consideradas hipoalergênicas. Mas os resultados foram semelhantes em todos os cães analisados. "Nós não encontramos nenhuma base científica para a afirmação de que cães hipoalergênicos causem menos alergia", afirmou Christine Cole Johnson, coordenadora da pesquisa. "A idéia de comprar determinada raça achando que ela não causará irritação em uma pessoa já alérgica também não é confirmada." 

Para Ana Paula Castro, presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia, pesquisas desse tipo são mais um ponto a favor dos pets. “O contato desde o nascimento não é prejudicial e pode ter um papel protetor”, diz. Por isso, deixe seu bebê conviver com o bicho de estimação em casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário