sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Castração, por que não?

Description: Description: Description: Description: http://lh5.ggpht.com/-wZIc3I2UD0c/TgU9OgD9gnI/AAAAAAAACFs/Ghy6Q5WLSGs/260520111361_thumb%25255B14%25255D.jpg?imgmax=800Description: Description: Description: Description: http://lh3.ggpht.com/-xViwniloy7o/TgU9QegoctI/AAAAAAAACF0/oLZ_Jg0Aaxw/260520111362_thumb%25255B10%25255D.jpg?imgmax=800Description: Description: Description: Description: http://lh4.ggpht.com/-Fhn7We5RmK0/TgU9R5SbTzI/AAAAAAAACGM/BlcVpsdVB2o/260520111363_thumb%25255B8%25255D.jpg?imgmax=800
 
Não consigo deixar de falar deste assunto repetidas vezes, principalmente quando sou deparada com exemplos diários de sofrimento de cães e gatos, dor que teria sido simplesmente INEXISTENTE se as pessoas abrissem sua mente para a castração e para a questão da NÃO reprodução de seus animais de estimação.
Há algum tempo, mais precisamente no dia 26 de maio de 2011, eu estava dirigindo quando vi o cãozinho das fotos acima, com sua corrente arrastando, correndo atrás de um grupo de cães atrás de uma cadela no cio. Tentei pegar a cadela e ele, mas algumas ruas depois, só consegui capturar o pequeno fujão, e isso graças à corrente, presa a sua coleira metálica por um cadeado novinho. Voltei com ele no carro para a rua onde o vi pela primeira vez e saí batendo de casa em casa, até que achei uma senhora que disse “Lá naquela casa azul da esquina tem um que parece ele, vai lá ver. 


Leia mais em: www.maedecachorro.com.br/2011/06/castracao-por-que-nao.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário